Blog

Vegan, Cruelty-free, Orgânico e Biológico

Vegan, Cruelty-free, Orgânico e Biológico

Vegan, Cruelty-free, Orgânico e Biológico


O que querem dizer estas palavras e o que precisamos de saber?


 
Somos “bombardeados” todos os dias com estas palavras, por estarmos mais exigentes no que consumimos quer com a qualidade dos produtos como nos seus benefícios.
 
Pode parecer tudo o mesmo, mas não é.

 

Veganismo ou vegan

Ser vegano não é só deixar de comer carne, peixe e derivados de animais. Defende e protege todos os animais e rejeita completamente a exploração animal não só na alimentação como na nossa roupa, acessórios e cosméticos e como tal muito mais que uma dieta é um estilo de vida.

Está extremamente ligado ao interesse de proteger o nosso planeta.

Temos de perceber que o consumo de carne e de derivados, para além de emitirem enormes quantidades de gases de efeito estufa, aumentam ainda a acidificação do ar (poluição do ar que leva à formação de chuva ácida) a eutrofização da água (poluição dos cursos de água) e o gasto de água doce. 

 

Cruelty Free

Um cosmético vegano não deveria ter ingredientes de origem animal nem ser testado em animais em qualquer das fases de criação do produto. Contudo, ser vegano não significa ser orgânico ou natural porque muitas vezes são utilizados ingredientes sintéticos que são veganos. O problema destes ingredientes, é que podem ser derivados do petróleo como a vaselina ou parafina.

Um mito que se tem vindo a associar a este tipo de produtos é que são totalmente cruelty free, o que pode não ser totalmente verdade para produtos comercializados fora da União Europeia. Ao início parece ser impossível um produto vegano não ser cruelty free, mas acontece.

Na União Europeia, desde 2004 não pode haver testes em animais.

A China em 2012 tornou obrigatório o teste em animais para todos os produtos de cosmética, mesmo os importados e já testados noutros países. Segundo a Chinese State Food and Drug Administration, continua a ser obrigatoria testes em animais antes da sua comercialização de cosméticos. Como tal,  uma empresa europeia que não use ingredientes testados em animais e que o produto final não tenha sido testado em animais, ao exportarem para a China, obrigatoriamente terão de testar.

 

Biológico ou Orgânico

Segundo a legislação da União Europeia estes dois termos são sinónimos. 

Chamamos produto biológico a um produto que é cultivado de forma tradicional, onde não existe o uso de pesticidas, fertilizantes sintéticos ou transgénicos. O cultivo é feito de forma a respeitar os ciclos da natureza.

Maracujá Azul - da Joana 
Cosméticos Orgânicos

É um termo utilizado em Portugal para produtos de cosmética.
A composição não pode conter substâncias proibidas e nocivas à saúde. Como exemplos, temos os famosos parabenos, os silicones e os petrolatos, que temos conhecimento agora, dos malefícios que têm na nosso planeta e principalmente no nosso corpo.

Apesar dos produtos deste tipo, possuirem no rótulo o selo de certificação orgânica na embalagem para termos a certeza temos de fazer uma pesquisa primeiro.

É o caso dos nossos produtos! Todos os nossos produtos são elaborados com ingredientes cetificados na Europa!

Segundo a ECOCERT, um Cosmético natural e biológico tem de ter no mínimo 95% do total de ingredientes de origem natural.
Um mínimo de 95% de todos os ingredientes à base de plantas na fórmula e um mínimo de 10% de todos os ingredientes por peso devem provir de agricultura biológica.

Outra lacuna é que o termo “natural” ainda não é regulado por lei e pode ser utilizado em qualquer produto, mesmo que só tenha um ingrediente natural.

Por isso é muito importante saber quais são os ingredientes de cada produto cosmético.



×