Blog

6 Erros comuns ao começar a usar óleos essenciais

6 Erros comuns ao começar a usar óleos essenciais

Os óleos essenciais são de grande ajuda em muitos aspetos de nossa vida, como beleza, bem-estar e até mesmo saúde. Com o uso cada vez mais difundido, é comum que também surjam alguns erros na hora de começar a usar os óleos essenciais.

6 Erros comuns ao começar a usar óleos essenciais

Erro 1

Usar óleo puro na pele.
Os óleos essenciais além de serem substâncias extremamente puras são muito voláteis, ou seja, eles evaporaram muito rápido.Por isso usar óleos essenciais puros na pele, além de poderem provocar alergias, é desperdiçar óleo essencial, uma vez que irão evaporar muito rápido.

Erro 2

Diluir de forma errada.
Não podemos usar óleos essenciais puros na pele. É necessário diluí-los.
Cada óleo essencial tem uma indicação de diluição e o mesmo acontece para cada parte do corpo, para cada pessoa, (dependendo da idade e do tipo de pele).

Erro 3

Diluir óleo essencial em água.
O óleo e água não se misturam, sempre que colocamos óleo essencial direto na água (banheira ou SPA), o óleo fica a boiar na água.
Poderá originar uma reação alérgica pelo contacto do óleo direto na pele ou, pode ter não ter qualquer efeito, uma vez que a pele não irá absorver o óleo essencial.

Erro 4

Usar óleos carreadores (condutores) inadequados.
Podemos diluir os óleos essenciais em vários tipos de óleos vegetais na produção de um produto (creme, sabão…), mas, não pode ser qualquer óleo. Precisam de ser óleos neutros, próprios para aromaterapia. Os óleos convencionais são se cheios de derivados de petróleo e por isso impede a nossa pele de absorver óleos essenciais.

Erro 5

Beber óleo essencial.
A ingestão de óleo essencial provoca toxicidade e, até ao momento não há estudos que comprovem algum bem-estar físico. Os óleos essenciais promovem profundos efeitos físicos e emocionais, quando inalado ou usados de forma tópica.

Erro 6

Usar essência a pensar que é óleo essencial.
As essências são sintéticas e não promovem nenhum efeito físico ou terapêutico. Ao comprar o óleo essencial, devemos procurar a informação do nome científico da planta com número de lote.

 

Temos tendência de achar que por serem naturais, os óleos essenciais não podem causar mal à nossa saúde, mas se mal administrados, podem causar problemas a longo prazo. Os óleos essenciais têm contraindicações. Podem interagir com remédios, causar queimaduras e alergias de pele. Temos de ter muito respeito e seriedade quando nos aventuramos no universo dos óleos essenciais. Devemos procurar literatura séria e não nos basearmos naquilo que quem nos vende, informa.

 

Da Joana Cosmética Natural



×